Thursday, June 25, 2009

Havia uma banda em Boston, Massachussetts


O Henrique é muito bom rapaz mas já me estava a chatear a mania de ficar com a cara de parvo fixa num grupo de raparigas que nos estavam a catrapiscar. Desculpa lá, deixa ver se estão a olhar para mim por exemplo, era só isso que eu queria. Não tenho ido quase a discotecas desde que me tornei ‘camponês’, que é um projecto cá em Eiras com o Sérgio (dos Cabeças de Máquina, o namorado da Anabela, dos Pratas (Gaiteiros), colega de blog). Mas ele é bom rapaz.

Depois fomos para uma zona de esplanada, nas traseiras. Pixies, ao ar fresco! Em vez de música de discoteca! O jovem agricultor que se tem esforçado alegrou-se logo na verdade insolente daquela música. (Ah. É isso.) Estavam lá o vereador e a mulher, (ouviamo-nos), uma sinestesia poderosa na espinha desde o ouvido interno à ponta dos dedos levava-me, em ombros, já os via companheiros meus, do bairro, da escola, e tudo começava outra vez. Sim. (Pixies, Pixies!). O edil quis saber como é que ia ‘esse projecto, diga lá’, e foi assim. Eu quase só bebia cerveja, dêem-me largueza agora, quero lembrar-me de tanta coisa. Mesmo. Nada de especial, valeu que o Henrique é um conversador nato e chato (desculpa lá isto e aquilo de há bocado, Henrique; eu avisei-te!) e percebe das coisas do campo e como é que funciona, explicou-se bem.

Aos poucos fui dando dei por mim a concordar com o vereador e uns casais amigos que se vieram juntar a nós quanto às vantagens da esplanada, que era outra música. Um deles participava com pensamentos pacíficos, está-se bem aqui, amenamente (teve graça, em parte), outro tinha um jipe, o vereador deve ser o político mais jovem que eu conheço e estava à vontade. O mais novo dos presentes era mesmo o Henrique, apesar de não se encaixar em nenhuma das categorias: jovem autarca, jovem agricultor ou jovem (membro de) casal. Não me espantaria se todos tivéssemos mais ou menos as mesmas ‘referências’, apesar de provirmos de diferentes ‘meios’ (mas não sei se gostavam de Pixies, que duraram pouco tempo; bem procurei, no entanto, por algum sobressalto quando a banda de Boston foi sem apelo nem agravo substituídos pelos Simply Red (!), mas não senhor). Só o Henrique, por vezes, parecia não ter referência nenhuma ali. Passaria por ser o mais atinado, o mais velho, quando na verdade desejava sobretudo voltar para a sala dos miúdos. Estava meio deslocado.

Deitei-me ainda relativamente cedo, interrogando-me sobre a sorte dos meus amigos de outros tempos (quantos teriam jipes? algum deles seria agora vereador numa câmara ou isso?), mas o demente do caniche da vizinha ladrou toda a noite.

2 comments:

Donnola said...

um verdadeiro serão de provincia :D como bem os conheo tu cá tu lá com os "varredores" e os jipes e os cabelos loiros e tal e tal

Donnola said...

sou fã dos simply red para q conste :D